Escolha uma Página

Você sabe o que é uma assembleia de consórcio e como ela funciona? As assembleias fazem parte do dia a dia de todos os grupos de consórcios. O momento mais aguardado daqueles que participam de um consórcio é a contemplação que acontece durante as assembleias.  Por isso, conhecer as suas particularidades garante que o consorciado ou quem estiver interessado em participar de um grupo.

Pensando nisso, preparamos esse artigo. Selecionamos alguns detalhes sobre a assembleia de um consórcio para orientar você. Continue acompanhando e fique por dentro do assunto!

O que são assembleias de um consórcio?

As assembleias são reuniões mensais que ocorrem entre os consorciados de um grupo e a respectiva administradora do consórcio. De acordo com a lei, os grupos de consórcio só são de fato constituídos após a realização da primeira assembleia.

As assembleias configuram um momento de grande expectativa dos participantes do consórcio. Seja por meio de lances, é nesse momento que novos contemplados são conhecidos.

O objetivo principal das reuniões de assembleia é a contemplação dos consorciados. Nessas reuniões também são tratados outros assuntos de interesse exclusivo do grupo, por exemplo, a prestação de contas da administradora.

 

Como funciona a assembleia de um consórcio?

Para uma compreensão melhor, é importante destacar algumas particularidades.

 

A eleição de representantes do grupo

A administradora do consórcio é responsável por organizar as assembleias gerais do grupo. Na primeira reunião ordinária, portanto, ela vai eleger os fiscais do grupo, que representarão todos os consorciados em assuntos relacionados à administradora.

A finalidade dessa representação é acompanhar a regularidade da gestão dos assuntos administrativos. Quanto a substituição dos representantes eleitos só pode ocorrer mediante aprovação da maioria em assembleia geral.

Os representantes podem ter acesso a todos os documentos relacionados à operação do grupo a qualquer momento. Além disso, eles podem solicitar dados extras à administradora e ainda representar contra ela de maneira legalizada, com o propósito de defender os interesses do grupo.

 

A convocação de assembleias extraordinárias

Como já foi mencionado, tais eventos buscam tratar de outros assuntos além daqueles que já são tratados nas assembleias ordinárias.

Essas reuniões extras poderão ser convocadas pela administradora do grupo ou pelos próprios consorciados, desde que o número de solicitantes seja igual ou superior a 30% dos consorciados ativos do grupo.

 

A votação dos consorciados

Os consorciados ativos têm direito a voto. As decisões do grupo devem ser tomadas de forma democrática, ou seja, com base na maioria simples.

O número de votos de cada participante está condicionado ao número de cotas que ele tem. Sendo assim, o integrante com mais de uma cota tem direito a mais de um voto.

 

A contemplação nas assembleias

A contemplação ocorre por meio de lances, o consorciado faz uma oferta de amortização de parcelas e também por meio de sorteios promovidos pela própria administradora. Em certos casos, os sorteios são condicionais ao resultado da Loteria Federal.

Participam dos sorteios as cotas não contempladas adimplentes e as canceladas ou até mesmo excluídas. Dessa maneira, as cotas inadimplentes e também as que já foram contempladas não participam do sorteio mensal.

 

Quais os formatos da assembleia

Essencialmente as assembleias gerais ocorrem todo mês por meio de dois canais: Presencial e online. E ambos os participantes desfrutam dos mesmos direitos.

 

Como ocorrem os sorteios nas assembleias

Os sorteios que acontecem em cada grupo de consórcio estão sempre condicionados à situação econômica do fundo comum, sendo assim, é preciso que haja recursos financeiros suficientes no fundo para que os novos integrantes sejam contemplados.

A participação nos sorteios é totalmente restrita aos consorciados que estão com as suas prestações em dia.  Confira como são realizados os sorteios e os lances nas assembleias.

 

Os sorteios

Os consorciados participantes do sorteio são escolhidos aleatoriamente de acordo com o número de suas respectivas cotas.

O benefício dos sorteios é que cada participante pode participar em condições de igualdade com os demais, isto é, as chances são as mesmas para todos. O único requisito que é exigido para participar dos sorteios é que a pessoa esteja com os seus pagamentos em dia.

 

Lance

A situação é diferente no caso dos lances. O integrante não tem a obrigação de dar um lance. Essa forma de contemplação é direcionada àqueles que tiverem condições de ofertar valores e para os que quiserem concorrer.

Os lances são ofertados previamente à realização da assembleia, e o sorteio dos lances ocorre após a contemplação das cotas, elas aumentam a chances de o consorciado ter acesso antecipado a sua carta de crédito.

Geralmente, são contempladas as cotas que oferece os maiores lances.  No entanto, as particularidades do contrato de cada grupo devem ser observadas.

 

O fundo reserva

Dependendo das regras de cada grupo de consórcio, uma taxa poderá ser cobrada ao longo do plano a qual é designada ao fundo de reserva. Tal contribuição é destinada a um estabelecimento de um fundo especial, que vai suprir a necessidade de contemplação do grupo de consorciados, caso não haja recursos disponíveis no fundo comum.

É importante distinguir a cobrança referente ao fundo de reserva da cobrança referente à taxa de administração do consórcio. Ambas são cobranças distintas e são direcionadas para objetivos diferentes.

Agora que você sabe como mais detalhes sobre como funciona uma assembleia de consórcio, faça a sua simulação e chegue mais perto do seu sonho.

Para mais informações sobre esse segmento, acesse o site da ABAC ou Banco Central.